Violência doméstica: DIGA NÃO!!!

Oiiii…

Bem minhas amigas. Hoje pensei em falar sobre um tema tão falado e tão “mastigado”, porém, ao meu ver, tão pouco digerido ou mesmo entendido por nós, mulheres, né?

Acho difícil, mas muito difícil, pensar que existem mulheres que sofrem algum tipo de violência dentro de casa, ainda mais pensar que isso pode ser tão grave ao ponto delas ficaram machucadas no físico (além das marcas na alma, que são muito piores).

Resolvi escrever sobre isso pq vi na TV o caso da modelo Luiza Brunet, que resolveu mostrar o rosto machucado pela agressão que sofreu do marido!!! Admirável a atitude dela em se expor pra mostrar pras outras mulheres que sofrem ou sofreram a mesma coisa, que a culpa não é dela (ou delas), e que isso não pode ser motivo de vergonha pra mulher, e sim, para o sem vergonha do agressor.

brunet_qdZY7yG

Segundo dados as mulheres geralmente não denunciam por vergonha de se expor, e pior, por achar que elas tem culpa por sofrer tal abuso!!! Gente… isso é inadmissível! Como pode uma mulher se negar ao ponto de achar que, por qualquer que seja o motivo, ela deve sim apanhar ou pior, que, se o marido foi agresssivo, é pq “talvez” ela tenha feito algo pra tal!

A própria Luiza Brunet disse na entrevista: “Tive medo de denunciar, tive vergonha”.

Não podemos mais admitir tal coisa né? Ninguém, nem mesmo ou muito menos vc, mulher, pode sofrer tão abuso. As marcas são muito profundas. Marcas na alma!!! E o pior de tudo isso é que já vi mulheres que se acostumaram até com isso. Acreditem!!!

No post que a Luiza fez numa rede social logo depois do ocorrido, ela escreveu a seguinte legenda na foto: ‘”A maquiagem forte esconde o hematoma da alma”. Porque ela estava maquiada, linda, mas só quem sabia as profundas marcas que escondia por trás era ela, né.

4

A Bíblia nos diz assim em Efésios 5:28 – “ Da mesma forma, os maridos devem amar as suas mulheres como a seus próprios corpos. Quem ama sua mulher, ama a si mesmo”. 

Ao ler isso eu entendo que nós, mulheres, não podemos e nem devemos aceitar nada menos do que isso. Um marido que nos ame como ele ama a si mesmo, um homem que respeite a mulher como ele se respeita, e um homem que cuide da mulher como ele cuida de si mesmo (ou então do carro, né rss – pq vamos combinar que homem cuida mais do carro do que deles mesmo haha).

um-homem-uma-mulher2

Bem meninas… Na verdade queria apenas desabafar sobre algo que me consome por dentro quando vejo as notícias. Mulheres que se submetem a tantos abusos, quer seja verbal ou físico, e com isso, acaba se sujeitando a viver a mercê de um relacionamento opressor, cheio de amarras e cheio de dor.

E se posso deixar um conselho pra vc, mulher solteira e que pretende (e se Deus quiser vai conseguir) se casar é: conheça a pessoa com quem vc vai se casar ou com quem vai se relacionar. Eu sempre falo que uma pessoa passional de vez em quando dá uma deixa do que é. Fique atenta. Conheça melhor, invista tempo pra conhecer e jamais aceite qualquer tipo de agressão no namoro: se ele te agride enquanto está apenas namorando, imagina depois que estiverem apenas os dois numa casa? Sai pra lá… Sai fora!!!

E a frase desse post é: DENUNCIE!!!

Lembrando de algo que já escrevi nesse post que fiz sobre “Quem sou eu” – LEIA O TEXTO AQUI  e que quero deixar mais uma vez registrado aqui pra vc, mulher: “seja TUDO QUE DEUS TE FEZ PRA SER… Seja FELIZ.”

Deus abençoe,

Beijos da Tati

 

 

Um comentário sobre “Violência doméstica: DIGA NÃO!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *